Você já recebeu uma ligação do profissional que orienta seus investimentos dizendo que tinha algum produto de investimento bom para você?

 Pois bem, mas será que a pessoa que está te ligando conhece a fundo o produto que está te oferecendo? Será que ela te conhece tão bem a ponto de saber o que é melhor para você?

Hoje vamos falar sobre algumas certificações do mercado financeiro. Essas certificações são provas que testam a qualidade do conhecimento do profissional e dão garantias ao cliente de que o profissional realmente tem autoridade para falar de determinados assuntos.

São muitos os tipos de certificações, mas vamos tratar aqui das principais encontradas no mercado. Algumas certificações são obrigatórias para o profissional ingressar no mercado financeiro, afinal de contas, ele precisar ter um mínimo de conhecimento para começar a assessorar seus clientes. Outras certificações são opcionais para o profissional que quer sair da zona de conforto e buscar mais conhecimento para agregar valor ao seu trabalho e ao cliente.

Vamos então à sopa de letrinhas…

A ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) tem uma grande representatividade no mercado financeiro e de capitais e por isso ela é a principal entidade certificadora dos profissionais desse setor. Além da prova de certificação ela tem o Programa de Certificação Continuada, que tem por finalidade aumentar a capacitação e elevar os padrões éticos  dos profissionais que atuam nesses mercados, exigindo que eles façam uma nova prova a cada 3 anos. Isso cria a necessidade do profissional estar sempre  atualizando os seus conhecimentos.

Atualmente ela oferece quatro tipos de certificações (CPA-10, CPA-20, CGA e CEA):

Certificação Profissional ANBIMA – Série 10 (CPA-10)

A CPA-10 é obrigatória e destina-se aos profissionais que desempenham atividades de comercialização e distribuição de produtos de investimento diretamente junto ao público investidor em agências bancárias. É também direcionada aos profissionais das Cooperativas de Crédito que necessitam ser certificados para desempenhar suas atividades.

Certificação Profissional ANBIMA – Série 20 (CPA-20)

A CPA-20 é obrigatória para aos profissionais que desempenham atividades de comercialização e distribuição de produtos de investimento diretamente junto aos investidores qualificados, bem como aos gerentes de agências que atendam aos segmentos de alta renda e investidores institucionais. Esses profissionais devem demonstrar conhecimento dos produtos de investimento e seus fatores de risco.

Certificação de Gestores ANBIMA – CGA

A CGA é obrigatória para os profissionais que desempenham atividade de gestão remunerada de recursos de terceiros, possuindo poderes para tomar decisões de investimento. A atividade de gestão pode ser realizada via veículos coletivos de investimento como fundos e clubes de investimento ou individualmente via carteiras administradas.

Certificação Especialista de Investimento ANBIMA – CEA

A CEA não é obrigatória, mas por ter um conteúdo mais amplo que a CPA-20, os profissionais que obtiveram a CEA poderão exercer as atividades que requeiram CPA-10 ou CPA-20. Destina-se aos profissionais que assessoram investidores em seu planejamento de investimentos, podendo atuar em agências bancárias ou plataformas de investimento, sem possuir carteira de clientes. O especialista de investimentos atua junto a clientes ou gerentes de contas, fazendo suas recomendações para alocação de recursos em produtos dos mercados financeiro, de capitais e de previdência complementar aberta, de acordo com o perfil do investidor detectado no processo de suitability (análise do perfil do investidor).

AAI – Agente Autônomo de Investimento

A ANCORD (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias) é responsável pela prova de AAI. O Agente Autônomo de Investimento é corretor de valores mobiliários (tanto de renda variável quanto de renda fixa). Pode ser pessoa física ou jurídica que obtém registro na Comissão de Valores Mobiliários – CVM – para exercer a atividade de distribuição e mediação de valores mobiliários, sob a responsabilidade e como preposto de instituição integrante do sistema de distribuição de valores mobiliários. Em outras palavras, é a pessoa responsável por intermediar a relação entre investidores e corretoras de valores.

Assim como corretores de imóveis ou seguros, os corretores de valores vendem produtos e/ou serviços oferecidos pelas corretoras, tais como ações, títulos públicos, debêntures, entre muitos outros, e ganham uma comissão por essa atividade. A comissão geralmente é uma parte da taxa de corretagem ou percentual sobre a taxa de administração dos fundos de investimento.

A BMF&BOVESPA lançou o seu PQO – Programa de Qualidade Operacional

O profissional que deseja intermediar operações de seus clientes em Bolsa de Valores, além de fazer a prova de AAI ou CPA (dependendo da onde ele trabalha – banco ou corretora – e do seu contrato de trabalho ), precisa ser testado também pela BMF&BOVESPA. A certificação é obrigatória a todos os profissionais atuantes nos mercados administrados da BM&FBOVESPA nas áreas de Back Office, Risco, Compliance, Comercial, Operações e Tecnologia. Profissionais não atuantes nos mercados da Bolsa, mas que desejam testar seus conhecimentos nesses segmentos, também podem fazer a prova e obter a certificação.

CFP chegou ao Brasil através do IBCPF ( Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros)

O CFP (Certified Financial Planner) cresceu muito nos últimos anos. Ela é voltada para planejadores financeiros. O planejador financeiro CFP® é um multiespecialista, com visão estratégica e conhecimentos de administração de investimentos, gerenciamento de riscos, previdência complementar, seguros, planejamento financeiro, fiscal e sucessório.

Ele atua como um consultor, avaliando os objetivos, expectativas e necessidades de cada cliente visando desenvolver, apresentando e executando estratégias de planejamento financeiro adequadas ao perfil do cliente.

Para se tornar um planejador financeiro certificado e obter o direito de uso das marcas CFP®, o profissional deve comprovar conhecimentos técnicos, formação, experiência profissional e postura ética. Para manter a certificação, deverá permanecer em contínuo aperfeiçoamento nos cursos oferecidos pelo IBCPF ou seus parceiros credenciados.

O profissional CFP® possui números menos expressivos que as certificações CPA-10 e CPA-20 (há pouco mais de 1.500 profissionais com essa certificação). Esse número reduzido de profissionais reflete a dificuldade do exame. Por ser uma prova que exige um conhecimento amplo de conteúdo muito diverso, tem taxa de aprovação média de 31% nos últimos 10 anos.

Habilitações SUSEP

A SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), através da FUNENSEG (Fundação Escola Nacional de Seguros), oferece um tipo de prova para cada modalidade de seguro. O candidato tem opção de fazer as provas de: Todos os Ramos; Vida, Previdência e Capitalização; Microsseguros ; Previdência. Essas habilitações são obrigatórias para quem deseja distribuir quaisquer produto de seguro.

APIMEC e suas certificações

Com o objetivo de elevar os padrões dos profissionais de investimento brasileiros a níveis internacionais, a Apimec implantou no Brasil o Programa de Certificação Nacional (CNPI) e Internacional (CIIA). A certificação está dividida em três categorias: CNPI para o analista fundamentalista, CNPI-T para o analista técnico e CNPI-P para o analista pleno (fundamentalista e técnico).

Em resumo, as certificações representam um mercado promissor no Brasil, pois contemplam um programa de estudos muito detalhado e focado para cada área de atuação do profissional que, ao ter êxito no exame, ostenta ao mercado uma certificação que pode ser associada a um “selo de qualidade”.

Converse com o profissional que o assessora, questione-o sobre as certificações que ele tem, pesquise no site das certificações se ele realmente tem alguma e faça a sua parte investindo em educação financeira, pois só assim você conseguirá atingir seus objetivos financeiros com mais tranquilidade.

Obs: Nos sites abaixo é possível você pesquisar o nome do seu profissional para saber se ele tem alguma dessas certificações.

Referências:

  • http://www.ibcpf.org.br/
  • http://www.cvm.gov.br/
  •  http://certificacao.anbid.com.br/sobre_certificacao.asp
  • http://www.apimec.com.br/Apimec/Default.aspx
  • http://lojavirtual.bmf.com.br/LojaIE/Default.aspx
  • https://www.funenseg.org.br/
  • http://www.ancord.org.br/
maxlindercampos
Written by maxlindercampos
Profissional CFP®, Administrador, MBA em Finanças, SUSEP, CPA-20, CEA-ANBIMA, PQO-BMF&Bovespa, Educador Financeiro, Empreendedor e aficionado por novos conhecimento.

Leave a Comment